Os pré-textuais, pós-textuais e o agradecimento

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA

Veja também: Sugestões de Temas

Veja também: Como começar a Investigação Científica?

Veja também: Procedimentos Iniciais para a elaboração do trabalho acadêmico.

Veja também: Como elaborar seu próprio trabalho acadêmico: (monografias, dissertação, teses, tcc´s, etc.)

Veja também: Como formatar seu próprio trabalho acadêmico: (monografias, dissertação, teses, tcc´s, etc.)

Baixar: modelo de monografia

 

Antes do início da leitura desse resumo de procedimentos, cabem duas pequenas observações para que não haja equívocos em relação às colocações que serão apresentadas.

Primeira observação:

Opcional – A palavra opcional significa em seu uso corrente, a liberdade de praticar ou não praticar determinada ação. Por isso, cabe aqui advertir que na apresentação da monografia, embora seja opcional, quanto mais elementos nela estiverem contidos, mais completo será o trabalho. Dos 14 (quatorze) elementos itens presentes na monografia, 8 (oito) são opcionais, paradoxalmente, entretanto, devemos considerá-los indispensáveis.

Dentre muitas outras considerações podemos dizer que mesmo sendo opcionais:

O dístico ? realça a grandiosidade do pensamento humano.

A dedicatória ? demonstra afetividade para com alguém especial.

O agradecimento ? valoriza o sentimento de humildade.

A lista de tabela e ilustrações ? torna o trabalho visual e claro.

A lista de abreviaturas ? impede qualquer associação indevida.

O anexo e o apêndice ? fornecem acesso às fontes consultadas.

O glossário ? define claramente o significado dos termos empregados.

As referências bibliográficas ? tornam o trabalho inequívoco.

Segunda observação:Segunda observação:

As notas de rodapé "ver página (ver pag.)" não devem ser entendidas como apenas mera curiosidade, porém, procedimento indispensável para elaboração da monografia, unindo o conteúdo à visualização gráfica. Portanto, juntamente com o conteúdo proposto, siga com bastante atenção à sugestão do "ver pag.", reportando-se às normas de apresentação gráfica contidas nas páginas finais do manual.

PRIMEIRA PARTE DO CONCEITO

Noções Básicas - Aspectos facilitadores para elaboração de uma monografia:

O que é ? Monografia é a exposição escrita de um tema específico, resultado de investigação científica ou produção intelectual.

Finalidade: Apresentar contribuição relevante ou original e pessoal em relação ao conhecimento, segundo normas metodológicas próprias.

Tipos de Trabalhos Científicos

Trabalhos acadêmicos – é uma pre-monografia, isto é, uma pesquisa sobre um assunto determinado por uma cadeira ou disciplina, com o objetivo de complementação, reposição ou esclarecimento para o aluno.

Trabalhos de graduação ou trabalhos de conclusão de curso (T.C.C.) – é a monografia propriamente dita, versando sobre um tema relacionado com o curso ou uma disciplina. Implica em conteúdo e técnica, tendo por objetivo a conclusão de um determinado curso. A institucionalização de tais monografias de final de curso visa ajustar a qualidade e aproveitamento do ensino que esta ou aquela faculdade oferece.

Dissertação - é a pesquisa desenvolvida em nível de pós-graduação (strictu-sensu), exigida como requisito para a obtenção do grau acadêmico de mestre. Para tal, a monografia deve revelar domínio de conhecimentos específicos na área de concentração e capacidade de síntese. A dissertação de mestrado é defendida publicamente.

Tese – é a pesquisa desenvolvida também em nível de pós-graduação (strictu-sensu). Sua característica principal é a originalidade. Também é um trabalho monográfico defendido publicamente que deverá trazer uma contribuição efetiva para o conhecimento. Requisito exigido para obtenção do grau acadêmico de doutor e títulos universitários de livre-docência e professor titular ou catedrático.

Características

De um modo geral podemos afirmar que uma monografia:

É um trabalho escrito, sistemático e completo, estudo pormenorizado e;

Exaustivo, abordando vários aspectos e ângulos do caso;

Trata de um tema específico ou particular de uma ciência ou de parte dela;

Dá tratamento extenso em profundidade, mas não em alcance (pois é sempre delimitado);

Possui metodologia científica.

Traz uma contribuição importante, original e pessoal para a ciência.

Cuidados

Você poderá por tudo a perder se descuidar daquilo que uma monografia não é. Uma monografia não é:

Repetição pura e simples do que já foi dito por outros, sem apresentar nada de novo, seja em relação ao enfoque, seja em relação ao desenvolvimento ou às conclusões.

Resposta a uma espécie de questionário não é simplesmente executar um trabalho semelhante ao que se fez em um exame ou deveres escolares.

Manifestação de meras opiniões pessoais sem fundamentá-las com dados comprobatórios logicamente correlacionados e embasados em raciocínio.

Exposição de idéias demasiadamente abstratas alheias tanto aos pensamentos, preocupações, conhecimentos ou desejos pessoais do autor da monografia como de sua particular maturidade. Psicológica e intelectual.

Apresentação de uma erudição livresca citando frases irrelevantes, não pertinentes e mal-assimiladas ou desenvolver perífrases sem conteúdo ou distanciadas da particular experiência de cada caso.

Portanto uma monografia ...

É um trabalho que observa e acumula informações; * organiza essas informações e observações;

Procura as relações e regularidades que podem haver entre elas;

Indaga sobre os seus porquês;

Utiliza de forma inteligente as leituras e experiências para comprovação.

Comunica aos demais seus resultados.

Estrutura da Monografia

1 Capa

2 Folha ou página de rosto

3 Folha de avaliação

4 Dístico ou dedicatória (opcional)

5 Agradecimentos (opcional)

6 Sumário

7 Lista de tabelas e ilustrações (opcional)

8 Lista de abreviaturas, siglas e símbolos (opcional)

9 Sinopse

10 Estrutura do Texto

10.1 Introdução

10.2 Corpo do trabalho ou desenvolvimento (capítulos)

10.3 Conclusão

11 Anexo (s) e/ou apêndice (s) (opcional)

12 Glossário (opcional)

13 Referências Bibliográficas (opcional)

14 Bibliografia Detalhando

1. CAPA:

É a cobertura que reveste o trabalho. Deve conter informações idênticas e na mesma ordem que as da folha de rosto. É obrigatória em teses e dissertações e optativa em trabalhos acadêmicos.

2. FOLHA DE ROSTO:

É a folha que apresenta os elementos essenciais à identificação dos trabalho.

Deve conter os seguintes dados:

Autor

 Título

Nota indicando a natureza acadêmica do trabalho, além da unidade de ensino e instituição em que é apresentado.

Nome do orientador ou professor da disciplina.

Alguns exemplos de nota explicativa da natureza do trabalho: Monografia apresentada em cumprimento parcial da exigências do Centro de Pós-Graduação UNIVERSIDADE para obtenção do título de mestre em Administração de Empresas. Monografia apresentada em cumprimento parcial da exigências do Centro de Pós-Graduação UNIVERSIDADE para obtenção do título de mestre em Administração de Empresas. Projeto apresentado ao Centro de Pós-graduação UNIVERSIDADE como requisito à aprovação no exame de Qualificação para obtenção do título de mestre em Administração de Empresas.

3. FOLHA de AVALIAÇÃO: (para Dissertação de Mestrado):

Deve constar logo após a folha de rosto, em folha distinta, com ou sem os termos de avaliação. O título "Banca Examinadora" deverá figurar a 17 cm da borda superior da página ou a 14 cm da margem superior da página, recuado a 9 cm da borda esquerda ou a 6 cm da margem esquerda da página. A fonte a ser utilizada para o título: 16 times new roman ou 14 verdana.

4. DÍSTICO OU DEDICATÓRIA: (opcional):

O dístico consiste em máxima ou pensamento relacionado com o conteúdo exposto, podendo até figurar no início das partes principais do texto. A dedicatória é uma homenagem prestada a alguém. Tanto o dístico quanto a dedicatória devem ser dispostos em folhas distintas, sem aspas e alinhados na margem direita.

5. AGRADECIMENTOS: (opcional):

Gratidão para com aqueles que de uma forma ou de outra contribuíram para o êxito do trabalho.

6. SUMÁRIO:

É a relação dos capítulos e seções do trabalho na ordem em que aparecem. O sumário deve estar colocado antes do resumo para propiciar visão geral de conjunto, facilitando a localização das diferentes partes que compõem o texto. No sumário deve constar:

Indicativo numérico de dada capítulo ou seção e subseções;

Os respectivos títulos interligados por linhas pontilhadas às folhas do trabalho onde os textos correspondentes se iniciam.

Não confunda:

sumário não é índice sumário não é tabela sumário não é sinopse

 

Saiba que: índice é a relação detalhada dos assuntos, nomes de pessoas, nomes geográficos e outros, geralmente em ordem alfabética. sinopse é a apresentação concisa do texto, destacando os aspectos de maior interesse e importância. lista é a enumeração de elementos de apresentação de dados e informações (gráficos, mapas, tabelas) utilizados no trabalho. Portanto ...

O sumário é a relação dos capítulos e seções do trabalho na ordem em que aparecem e deve figurar no início do trabalho, antes do resumo (e das listas de tabelas e ilustrações, abreviaturas, siglas e símbolos, se houver).

O índice deve ser colocado no final do trabalho monográfico e consiste numa lista detalhada dos assuntos, nomes de pessoas, instituições, nomes geográficos, acontecimentos, etc., que devem ser organizados preferencialmente em ordem alfabética, com indicação de sua localização na página da publicação em que aparece.

7. LISTA DE TABELAS e ILUSTRAÇÕES: (opcional):

Enumeração de elementos de apresentação de dados e informações utilizados no trabalho.Devem ser inseridas no texto, o mais perto possível do trecho a que se referem. Cada tabela ou ilustração deve Ter um número e um título. A ilustração deve ficar reduzida a uma única página, evitando-se ao máximo material desdobrável. Tabelas e ilustrações, quando muito numerosas, devem vir em anexo para não sobrecarregarem o texto. Se o número de tabelas ou ilustrações excederem a cinco é recomendável colocá-la após o índice. A construção gráfica é a mesma do sumário.

8. LISTA DE ABREVIATURAS, SIGLAS e SÍMBOLOS: (opcional):

Possuem a mesma estrutura do sumário e da lista de tabelas e ilustrações.

9. SINOPSE:

É a apresentação concisa do texto, destacando os aspectos de maior interesse e importância. Nele o conteúdo é apresentado em forma de texto reduzido.

Considere com bastante cuidado esses aspectos:

Escrever na língua do texto, sendo aconselhável a versão em uma ou mais línguas de difusão internacional, na página seguinte (Abstract em inglês);

 Incluir obrigatoriamente sinopse em português, no caso de trabalhos em língua estrangeira;

Redigir em um único parágrafo, em espaço simples e em página distinta;

Redigir com frases completas e não com seqüências de títulos;

 Ressaltar os objetivos , os métodos, os resultados e as conclusões do trabalho.

10. ESTRUTURA DO TEXTO

O texto é a parte do trabalho em que o assunto é apresentado em desenvolvido. Pode ser dividido em capítulos e seções, ou somente em capítulos. Geralmente é composto de Introdução, Desenvolvimento e Conclusão, entretanto, conforme a finalidade a que se destina, pode ser estruturado de maneira distinta. Ao redigir o texto, lembre-se:

* Introdução

* Desenvolvimento

* Conclusão

10.1 Introdução: É a parte do trabalho onde o assunto é apresentado como um todo, sem detalhes. Trata-se do elemento explicativo do autor para o leitor. O conteúdo da introdução deve se voltar para : * anunciar o tema do trabalho * esclarecer de maneira sucinta o assunto * delimitar a extensão e profundidade que se pretende adotar no enfoque do tema. * apresentar as idéias mestras do desenvolvimento do assunto * apontar os objetivos do trabalho * evidenciar a relevância do assunto a ser tratado. * a primeira página da introdução é contabilizada, mas não é numerada.

10.2 Desenvolvimento: Temos aqui o corpo do trabalho propriamente dito. É a parte mais extensa e visa comunicar os resultados da pesquisa, composto basicamente de exposição, argumentação e discussão. Exposição – processo pelo qual são descritos e analisados os fatos ou apresentadas as idéias. Argumentação – defende a validade das idéias através do raciocínio lógico, da evidência racional dos fatos , de maneira ordenada, classificando-os e hierarquizando-os. Discussão – consiste na comparação das idéias, refutando ou confirmando os argumentos anteriormente apresentados mediante um exercício de interpretação. Ao desenvolver o texto, lembre-se: Exposição Argumentação Discussão

10.3 Conclusão: a conclusão é a síntese interpretativa dos argumentos ou dos elementos contidos no desenvolvimento. Por isso não admite nenhuma idéia, nenhum fato ou argumento novo. No caso do trabalho não ser conclusivo, aconselha-se intitular a parte final como ‘considerações finais’. Lembre-se: Na conclusão é importante o seu Juízo de valor.

11. ANEXO (opcional)

É a matéria suplementar, tal como leis, questionários, estatísticas, que se acrescenta a um trabalho como esclarecimento ou documentação, sem dele constituir parte essencial. Os anexos são numerados em algarismos arábicos seguidos do título. Sua localização é no final do trabalho, antes do glossário, se houver.

12. GLOSSÁRIO (opcional)

É a relação de palavras de uso restrito, acompanhadas das respectivas definições que devem figurar após o texto com o objetivo de esclarecer o leitor sobre o significado dos termos empregados no trabalho. É apresentado em ordem alfabética, depois dos anexos e antes das referências bibliográficas.

13. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS (opcional)

Constituem a relação das fontes utilizadas pelo autor. Todas as obras citadas no texto devem obrigatoriamente figurar nas referências bibliográficas para permitir identificação inequívoca da obra.

14. BIBLIOGRAFIA

É a relação alfabética, cronológica ou sistemática de documentos sobre determinado assunto ou autor. No final do artigo ou do livro, acrescenta-se a bibliografia final. Devem constar obrigatoriamente os seguintes elementos essenciais: autor, título do documento, edição, local de publicação, editora e data; mas podem ser acrescentados os seguintes dados: tradutor, volume, coleção, número de série e número de páginas.


Deixe seu comentário abaixo: