ABNT

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS

Veja também: Sugestões de Temas

Veja também: Como começar a Investigação Científica?

Veja também: Procedimentos Iniciais para a elaboração do trabalho acadêmico.

Veja também: Como elaborar seu próprio trabalho acadêmico: (monografias, dissertação, teses, tcc´s, etc.)

Veja também: Como formatar seu próprio trabalho acadêmico: (monografias, dissertação, teses, tcc´s, etc.)

Baixar: modelo de artigo  

 

Na vida acadêmica, são várias as atividades de pesquisa realizadas, tanto pelo corpo docente como pelo discente. Essas atividades resultam de trabalhos didáticos e científicos elaborados freqüentemente nas disciplinas, cursos ou em grupos de pesquisa. As atividades que se caracterizam como trabalhos didáticos resultam da interação cultural, pois permitem que o conhecimento seja reconstruído, na medida em que se tem acesso ao mundo culturalmente instituído. 

Os trabalhos científicos, por sua vez, resultam de um esforço de criação e elaboração de novos saberes, possuem uma natureza mais complexa e permitem que o conhecimento se renove. Outra diferença significativa entre os dois tipos de trabalho é o tratamento que se dá ao objeto de estudo no processo de sua assimilação, compreensão e construção. 

Os trabalhos didáticos e científicos, muitas vezes, pelo nível de excelência que apresentam, são merecedores de publicação. As instituições de ensino, de maneira geral, e os cursos que a elas pertencem, em particular, dispõem de revistas especializadas para a publicação desses trabalhos produzidos por alunos e professores.Artigo científico pode ser entendido como um trabalho completo em si mesmo, mas possui dimensão reduzida. Köche (1997, p. 149) afirma que “o artigo é a apresentação sintética, em forma de relatório escrito, dos resultados de investigações ou estudos realizados a respeito de uma questão”. Salvador (1977, p. 24) apresenta cinco razões para escrever artigos científicos. 

São elas: 

a) Expor aspectos novos por nós descobertos, mediante o estudo e a pesquisa, a respeito de uma questão, ou de aspectos que julgamos terem sido tratados apenas superficialmente, ou soluções novas para questões conhecidas;
b) expor de uma maneira nova uma questão já antiga; 
c) anunciar resultados de uma pesquisa, que será exposta futuramente em livro; 
d) desenvolver aspectos secundários de uma questão que não tiveram o devido tratamento em livro que foi editado ou que será editado; 
e) abordar assuntos controvertidos para os quais não houve tempo de preparar um livro. O artigo é um meio de atualização de informações e por isso, enquanto fonte de pesquisa, jamais pode ser ignorado por alunos e professores no processo de busca e aquisição de conhecimentos. Para a publicação de um artigo científico é necessário que se observem as recomendações fixadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (1994), a qual estrutura, de maneira geral, os seguintes elementos: 

1 - Elementos pré-textuais 

a) título: contém o termo ou expressão que indica o conteúdo do artigo;
b) autoria: nome do autor ou autores, acompanhado de um breve currículo (figura em nota de rodapé); c) resumo: apresenta objetivos, metodologia, e conclusões alcançadas.

Deve ser elaborado de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (1990); d) palavras-chave: termos indicativos do conteúdo do artigo. 

2 - Elementos textuais

a) introdução: apresenta o tema-questão-problema, justifica-o, expõe a finalidade e descreve a metodologia que foi adotada na realização da pesquisa; b) desenvolvimento: apresenta os resultados do estudo; c) conclusão: analisa criticamente os resultados do estudo e abre perspectivas para novas investigações; d) referências: apresenta as obras que foram citadas no corpo do artigo conforme a Associação Brasileira de Normas Técnicas (2000). 

3 - Elementos pós-textuais

a) apêndice: texto escrito pelo autor, que complementa as idéias contidas no desenvolvimento; 
b) anexo: documento (não necessariamente do autor do artigo) que fundamenta, comprova ou ilustra aspectos contidos no desenvolvimento; 
c) tradução do resumo: escrito em língua estrangeira, conforme determinação do conselho editorial para quem será encaminhado o artigo. Na redação de artigos científicos, além dos elementos apresentados, deverão ser utilizados elementos de apoio, quando necessários, conforme sugere a Associação Brasileira de Normas Técnicas (1994). 

São eles: 

a) tabelas, quadros, fórmulas e ilustrações, os quais deverão ser apresentados de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (1994); 
b) citações, as quais devem ser apresentadas de acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (2001a), devendo-se evitar as notas de rodapé ou no final de texto.

É importante salientar que nem todas as revistas científicas seguem rigorosamente a ordem dos elementos apresentadas neste texto. Alguns itens podem variar de acordo com as necessidades e/ou exigência de cada conselho editorial. Independentemente disso, é importante que professores e alunos sintam-se motivados para publicar os resultados de suas atividades científicas ou didáticas.

Fonte: elaborado por Vilson Leonel, professor da Unisul, membro do Núcleo de Metodologia Científica, mestrando em educação pela Unisul.


Deixe seu comentário abaixo: